Diretor nascido em Hamburg, filho de pais turcos, considerado um dos grandes nomes do cinema alemão. Fatih Akin começou sua carreira querendo ser ator, mas era constantemente vetado por produtores, que só o empregavam em papéis estereotipados de criminosos turcos. Frustrado com a situação, o jovem estudante da Escola Superior de Belas-Artes de Hamburgo resolveu escrever suas próprias histórias. Foi aí que surgiu a idéia do roteiro de seu primeiro longa – Rápido e Indolor (Kurz und Schmerzlos) – inspirado no relato de um de seus grandes ídolos: o cineasta Martin Scorsese.

Foi graças a Rápido e Indolor que Akin se tornou conhecido em toda a Alemanha. Mesmo já tendo dirigido anteriormente dois curtas – Sensin – É Você! (Sensin – Du bist es!), em 1995, e Getürkt, em 1996, cujo título brinca com o termo que, em alemão, pode significar simplesmente “à moda turca, do jeito turco” (como na tradução escolhida para o filme em português), como também “enganoso, fingido, falso, propositalmente mentiroso”. No entanto, foi com a produção independente Rápido e Indolor que Akin foi aclamado pela primeira vez por crítica e público, ganhando vários prêmios, entre eles o conhecido Adolf Grimme, em 2000, e o Bayerischer Filmpreis, como melhor diretor. Além de ter sido nomeado para o Filme do Cinema Alemão (Deutscher Filmpreis).

Imdb

Leia: Entrevista com Fatih Akin | Filme de Fatih Akin surpreende Veneza

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s