Em um hospital psiquiátrico se encontram o turco-alemão Cahit (Birol Ünel) e a turca Sibel (Sibel Kekilli) pela primeira vez, depois de ambos terem tentado suicídio. A jovem Sibel quer escapar das tradições de sua família e planeja fugir do domínio dos pais, para finalmente poder viver sua liberdade. Cahit é um alcoólatra anti-social, que procura afogar na bebida a dor pela morte de sua mulher.

Ambos decidem se casar apenas por conveniência. Nenhum sinal de amor, pois tudo não passa de um acordo: ele simula ser marido dela, enquanto Sibel lava, cozinha, entre outras funções, como se fosse empregada de Cahit. Em pouco tempo já dividem um lar, mas não a mesma cama. Somente após uma tímida aproximação eles começam a ter alguma simpatia um pelo outro. Tudo corre bem dessa forma, mas em certo momento a paixão mútua começa a brotar em ambos, até que no auge de sua bebedeira Cahit mata um dos amantes de Sibel.

Contra a Parede consegue ser profundamente convincente em razão de sua natureza autodestrutiva dos protagonistas. Sibel e Cahit lutam por cada instante de felicidade que conseguem viver, embora a cultura e as circunstâncias estejam contra eles. Pode-se ter a impressão de que se trata de um filme totalmente deprimente. Na realidade, porém, partes dele são muito engraçadas.

Quando Cahit mostra a Sibel que a maneira como ela cortou os pulsos não bastaria para ela morrer, o humor é sombrio. Mas há outras cenas de humor realmente divertido, como o encontro de Cahit com um taxista em Istambul, quando eles descobrem que ambos são “alemães”.

Foi uma surpresa para o diretor Fatih Akin ter recebido o Urso de Ouro na Berlinale de 2004. Os protagonistas Birol Ünel e Sibel Kekilli trazem para a tela uma autodestruição com um ímpeto tão intenso de entrega, transformando suas tragédias em verdadeira poesia. O filme também foi destaque nos Festivais de Cinema do Rio de Janeiro e São Paulo.

Com a mesma rigorosidade de Kurz und schmerzlos (Rápido e indolor), seu primeiro longa, Fatih Akin trata da pressão das tradições, do machismo turco e do amor, incalculável e imprevisível. Originalmente o filme deveria ser uma comédia, mas Fatih Akin, partindo de sua idéia inicial, desenvolveu uma bela e triste história de amor recheada de contradições.

Título original: Gegen die Wand

Ano: 2004

Diretor: Fatih Akin

SiteImdb

Fotos

Trailer

Um comentário sobre “Contra a parede

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s