Em 2002 o revival da Neue Deutsche Welle estava a pleno vapor e Mia., por sua vez, na hora e lugares certos. Eletropop vigoroso e riffs de guitarra pontuais, servindo como pano de fundo para a voz de Mieze Katz. A banda iniciou suas atividades em 1997 e, de início, lançou dois singles, Sugar My Skin (1999) e Factory City (2001), ambos com músicas em inglês. Até então sua formação também contava com Andy Penn (guitarra), Ingo Puls (guitarra, teclado, trompa), Robert „Bob“ Schütze (baixo) e Hannes Schulze (bateria). Hannes deixou a banda em 2001, entrando em seu lugar Gunnar Spies. A partir daí a banda passa a compor em alemão e o lançamento do primeiro disco parece cada vez mais próximo.

Quando Mia publicou seu primeiro álbum, no verão de 2002, amor e ódio andavam lado a lado na cena pop. Apesar disso, tanto ouvintes como crítica imediatamente colocaram a banda como a mais nova sensação da cena pop alemã: estavam levantadas as cortinas para Mia, com o lançamento de Hieb & Stichfest e seu primeiro hit, adequadamente entitulado Alles neu (Tudo novo).

Com o primeiro álbum não conseguiram fugir das associações, que variavam de Ideal (ícone da Neue Deutsche Welle) a Blondie. Mesmo assim, a banda não demorou muito até formar uma base de fãs significativa.

O segundo disco, Stille Post (2004), se manteve por meses nas paradas, colocando Mia. como presença obrigatória em grandes festivais, como Eurovision Song Contest e Bundesvision Song Contest. Em 2006 vem o terceiro disco, Zirkus, que alcançou o segundo lugar na Alemanha, dando à banda seu primeiro disco de ouro. Desse disco saíram hits como Tanz der Moleküle, Uhlala (Damit du fühlst), além da faixa título. LOgo depois veio Willkommen im Club, de 2008. O trabalho mais recente da banda é Tacheles, de 2012.

Mia. pertence a um grupo restrito: bandas berlinenses formada por berlinenses. Mieze Katz e Andie Penn, que começaram na música dividindo audições de Portishead e Nirvana, não imaginavam que iriam tão longe. O nome da banda, segundo os próprios integrantes, vem da abreviação de “Musik ist alles” (Música é tudo, em alemão), embora já tenha sido associado a  Me In Affairs, como se entitulavam de início.

Em parte as letras de Mia. possuem teor político, que divide espaço com temas como sentimentos e relações. A banda já gerou bastante polêmica por, indiretamente, questionar o nacionalismo exacerbado de alguns grupos alemães. Mia. também é conhecida pelo seu engajamento contra movimentos de extrema direita, bastante comuns na Alemanha, bem como a discriminação racial e étnica pregada por tais movimentos.

Site | MySpace

Discografia

Video

[vimeo http://vimeo.com/46196347 w=700]

Um comentário sobre “Mia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s